Ricardo Araújo Pereira, o sonsinho comuna caviar

O humorista RAP exige que o Benfica se demarque de André Ventura e assinou inclusive uma carta que pede o afastamento do clube em relação ao deputado do Chega. A sua última intervenção no Governo Sombra é patética, no mínimo.
Ricardo Araújo Pereira, o sonsinho comuna caviar
Ricardo sempre disse no Governo de Sombra que o seu papel era fazer rir e realmente todos desejamos que Ricardo não deixe esse papel, pois quando começa a abordar temas sérios a sua incoerência e hipocrisia é digna de registo.

Os ciganos (que tem sido o tema habitual das ideias de André Ventura) podem viver à custa de subsídios; roubar; matar; aterrorizar os portugueses e criar problemas sociais elevados que jamais vão ver uma carta assinada pelo Ricardo, mas ai de quem ouse falar mal da etnia; ser anti-sistema ou colocar o dedo na ferida dos esquerda-caviar que eles começam logo a espumar-se.

Existe extrema-esquerda à anos e nos últimos anos começaram a ter mais influência e não vimos a indignação em carta assinada pelo Ricardo; o Presidente do seu clube apertou o pescoço a um sócio e também não vimos Ricardo a assinar nenhuma carta; o secretário-geral do partido a que está afiliado (seja via escrito seja emocionalmente..) não condena a violência nem os regimes autoritários da Coreia do Norte; Venezuela; China e, curiosidade curiosidade, não vimos Ricardo a assinar nenhuma carta; O PS defendeu o "Benfiquistão" e o Centeno pediu a acelaração dos trabalhos no plenário para ir ver o Benfica, Ricardo, uma vez mais, não se mostrou indignado nem pediu demarcação política do Benfica. Enfim Ricardo, és hipócrita e é um sintoma comum na esquerda.

Como também visto nos EUA, a intelectualidade de esquerda já se encontra em pânico com as ascensão do Partido Chega, eles que se dizem tão democratas.

Se André Ventura fosse comunista seria provável vermos Ricardo a roubar a ideia do lava-pés ao Papa. Ricardo, aprende e ensina aos teus fellow-comrades de esquerda caviar: o Chega e o André Ventura chegaram meritoriamente ao parlamento por via da democracia e porque cada vez mais as pessoas se revêm no que ele defende.

Por último Ricardo, o teu rant sobre o Pedro Marques Lopes deu vergonha alheia, nossa senhora.