Reino Unido: gangue de imigrantes corta mão a trabalhador adolescente

Um jovem adolescente e que estava no seu local de trabalho viu a sua mão a ser cortada com um machado depois de ser agredido por um grupo de 20 imigrantes. O grupo atacou ainda mais três pessoas britânicas.
Reino Unido: gangue de imigrantes corta mão a trabalhador adolescente
A principal vítima tem 18 anos e juntamente com os seus três colegas foram rastreados pelo principal líder do grupo, Habibur Rahman de 27 anos que reuniu mais 19 imigrantes para os agredir depois destes 4 jovens britânicos terem impedido Habibur de violar uma mulher idosa.

Para além de ser considerado um ataque brutesco praticado uma vez mais por imigrantes do médio oriente, enquanto as agressões físicas ocorriam os imigrantes gritavam "White bastards", o que passou a ser considerado nos media como um ataque racista contra cidadãos britânicos.

Habibur sentiu-se "desrespeitado" no seu "território" ao ter sido interpolado pelos jovens britânicos de prosseguir e consumar o acto de violação contra uma idosa. O jovem que viu a sua mão cortada acabou por ter sorte, pois o machado ia em direcção à sua cabeça, a finalidade era matar o jovem britânico, mas ao colocar a mão na frente viu esta a ser-lhe cortada.

Mohammed Awais Sajid, autor da machadada, foi absolvido da tentativa de assassinato e só foi condenado a 18 anos de prisão. Habibur Rahman foi acusado de agressão e a apenas 4 anos de prisão. Outros 9 elementos do grupo foram investigados mas acabaram todos por ser libertados sem acusação.