Refugiado abusa sexualmente e mata uma idosa

O crime aconteceu em Buitenverdert, um distrito de Amesterdão, os residentes ouviram gritos vindos da rua que nunca mais vão esquecer. Na rua encontrava-se um homem refugiado da Eritréia a agredir Rinia Chitanie de 68 anos.
Refugiado abusa sexualmente e mata uma idosa
A poça de sangue do crime evidenciava o que se estava a passar: o homem de 20 anos havia partido as costelas; despedaçado e desfigurado o rosto e aplicado uma grave lesão cerebral à idosa de 68 anos. Os ferimentos foram tão graves que a família inicialmente não reconheceu a senhora.

Apesar da senhora ter sido levada para o hospital e ter ficado em coma durante várias semanas, acabou por falecer. O homem que cometeu o crime é um refugiado que recebeu permissão de residência temporária enquanto aguardava o seu pedido de asilo.

Na sua audiência de tribunal não mostrou remorsos e entrou nas instalações com um sorriso nos lábios.