Político da Dinamarca preso por criticar o islão

Rasmus Paludan é o chefe do partido dinamarquês Stram Kurs e foi condenado à prisão e multado pelo crime de racismo derivado das suas críticas ao islão. Rasmus é um conhecido defender dos valores ocidentais.
Político da Dinamarca preso por criticar o islão
A sentença foi dada em Copenhaga e tudo se baseia nas suas críticas ao islão e à influência islâmica crescente na cultura ocidental. Rasmus é conhecido por ser um político que causa espectáculo ao trazer o pior / a verdade ao de cima de quem é afecto ao islão, tendo queimado alcorões e participado em algumas "acrobacias" destinadas unicamente em mostrar a verdadeira natureza dos muçulmanos - e conseguiu-o.

Não só Rasmus vive constantemente a ser alvo de ameaças contra a sua vida e dos seus familiares, como é obrigado a viver dentro do seu país com segurança policial 24h/7.