Resta-nos assistir.. Outubro 05, 2020

Após mais de 500 posts e quase 2 anos de actividade, AcordaPortugal.pt chega ao fim.

A degradação da sociedade como um todo, bem como a degradação dos valores e cultura intrínsecos a cada país vai continuar e será cada vez mais perceptível; a corrupção política continuará impune; a propaganda de conteúdo sem objectivo de informar mas de formatar adultos, jovens e crianças acentuar-se-à com a conivência de partidos e comunicação social.

The point of modern propaganda isn't only to misinform or push an agenda. It is to exhaust your critical thinking, to annihilate truth.

Agradecer a quem por aqui passou. Resta-nos assistir à degradação, mas não fim, da sociedade, o que é ainda mais penoso.

O site manter-se-à activo até finais de Dezembro

Escola muçulmana na Holanda está a doutrinar as crianças para virarem as costas à lei Holandesa

Numa investigação conjunta entre Niewsuur e o jornal NRC acabou por revelar que as crianças que frequentam escolas muçulmanas fundamentalistas estão a ser ensinadas a estimar e respeitar a lei Sharia e a ignorar por completo a lei Holandesa.
Escola muçulmana na Holanda está a doutrinar as crianças para virarem as costas à lei Holandesa
Os jornalistas dos referidos jornais apresentaram-se como pais de alunos de forma a infiltrarem-se nas escolas mesquitas na Holanda e recolheram material didático, em formato de áudio e vídeo, em que é visível a glorificação por parte dos professores no que toca aos temas da homossexualidade e inimigos da religião islâmica.

As escolas pediram às crianças que respondessem a perguntas de, por exemplo, qual seria a adequada resposta para determinados crimes, nomeadamente a homossexualidade, e as respostas contemplavam apredrejamento; decapitação por espada e chicotada.

O objectivo final é doutrinar as crinças e jovens a seguir a religião macabra islâmica e a ignorar a lei Holandesa, criando assim uma influência exponencial no número de pessoas que apoiam o salafismo.

Os contribuintes Holandeses podem agradecer aos seus líderes e à Europa.