Dois muçulmanos presos por planearem sequestrar e matar a filha de um deles após esta ter deixado o islão

Os dois homens, imigrantes afegãos no Reino Unido, foram presos em Londres depois das autoridades britânicas terem sido alertadas para um plano de assassinato por parte de investigadores Eslovacos.
Dois muçulmanos presos por planearem sequestrar e matar a filha de um deles após esta ter deixado o islão
Mohammed Patman e Darya Khan são os dois muçulmanos que foram presos por planearem sequestrar e assassinar a filha de um deles, de 25 anos, que alegadamente renunciou ao islão, converteu-se ao Judaísmo e tem um negócio de filmes para adultos com o seu marido.

Após ter conhecido o seu marido a mulher converteu-se ao Judaísmo e mudou-se para a Eslováquia em 2017 e ambos têm um negócio de fotografia erótica e filmes para adultos.

A jovem é filha de um dos suspeitos de orquestrar o crime, acredita-se que o seu pai e mais um cúmplice tinham como objectivo sequestrá-la e matá-la para honrar a lei islâmica. Depois das autoridades britânicas terem sido alertadas, os homens ficaram sob vigilância e foi possível verificar que estes haviam viajado para a Áustria e Eslováquia com fim de vigiar a vítima.

Mais tarde e já com um mandado de busca e acessos telefónicos foi possível confirmar a tragédia que se adivinhava. Ambos os homens foram presos.