Resta-nos assistir.. Outubro 05, 2020

Após mais de 500 posts e quase 2 anos de actividade, AcordaPortugal.pt chega ao fim.

A degradação da sociedade como um todo, bem como a degradação dos valores e cultura intrínsecos a cada país vai continuar e será cada vez mais perceptível; a corrupção política continuará impune; a propaganda de conteúdo sem objectivo de informar mas de formatar adultos, jovens e crianças acentuar-se-à com a conivência de partidos e comunicação social.

The point of modern propaganda isn't only to misinform or push an agenda. It is to exhaust your critical thinking, to annihilate truth.

Agradecer a quem por aqui passou. Resta-nos assistir à degradação, mas não fim, da sociedade, o que é ainda mais penoso.

O site manter-se-à activo até finais de Dezembro

As crianças não podem consentir sexo mas podem consentir mudança de sexo?

Um pai de Dallas, Texas, perdeu uma batalha judicial com a sua ex-esposa - fanática, tresloucada e pessoa comum de extrema-esquerda - na qual esta quer transformar o filho de ambos numa menina. A objecção legal do pai não teve efeito nenhum.
As crianças não podem consentir sexo mas podem consentir mudança de sexo?
Os tribunais de todos os países civilizados decretam que as crianças não podem de forma autónoma consentir e responsabilizar-se pelo sexo que praticam, mas este tribunal decidiu que esta criança tem maturidade suficiente para decidir mudar de sexo.

O caso em questão trata-se de uma criança de 7 anos (!!) cuja mãe doente fanática quer bombear o seu filho com hormônios estranhos e perigosos para o fazer parecer uma menina. Quer os seus minutos de fama sociais, idêntico a esta mãe que levou o seu filho, também ele supostamente transgénero, à estação televisiva CNN.

Isto não é mais do que abuso infantil praticado por pais e mães que não são dignos da responsabilidade que exercem e que cujo objectivo é ter um parecer positivo da sociedade. Não o fazem com o objectivo de ajudar o filho, até porque este é demasiado novo para perceber se quer ser uma menina ou um menino, mas sim para entrar nesta espécie de onda de tresloucados que o mundo se tornou.

Os dois casos são ainda mais notórios e revelam a estupidez epidémica por serem nos EUA: As crianças não tem maturidade para consentir sexo; não tem idade para beber álcool; não tem idade para ter porte de arma, mas tem idade e maturidade para decidir se querem mudar de sexo.