A hipocrisia climática

Nos últimos anos temos sido bombardeados com o escalar das alterações climáticas e hoje em dia os media não falam de outra coisa. Usam crianças para dar voz ao assunto e fazer o trabalho de políticos.
A hipocrisia climática
Há muita hipocrisia quando o assunto é a preocupação ambiental. Vimos isso relativamente aos fogos da Amazónia e vemos cada vez mais na narrativa de que o mundo está à acabar.

É inegável que as alterações climáticas existem e é inegável que o Homem tem impacto destrutivo sobre o planeta e que se reflecte no clima mas este não será um assunto que nos irá unir. Porque não? Porque há muita hipocrisia instalada. O objectivo passa por passar uma imagem de genuina preocupação: não atirar lixo para o chão e muito menos para os oceanos; evitar deixar luzes acesas e poupar a água; ir a eventos de exigência política para alterar comportamentos.....mas ninguém vai deixar de comprar 1 ou 2 telemóveis por ano; deixar de usar o avião, comboios ou de conduzir/comprar uma viatura.

Todos os exemplos acima custam mais ao planeta diariamente que qualquer outro factor. Se esquecermos por momentos os gastos de petróleo e nos concentrarmos unicamente nas bateriais de lítio que, maioritariamente, não são possíveis de serem recicladas por não se compreender em que ponto de "vida" estão e cujo grau de dificuldade de extração é bastante elevado, estas bateriais estão incluídas em praticamente todos os dispositivos electrónicos com que trabalhamos diariamente. Ninguém vai parar de usar telemóveis ou de estar cada vez mais conectado ao mundo digital. Usam e abusam da electricidade para abastecer um desejo de ligação virtual ao manter o telemóvel constantemente com bateria activa, carregando-o várias vezes ao dia ou deixando-o pela noite dentro. Portanto quando começam a leccionar e quase a obrigar a mudança de comportamentos trata-se de hipocrisia pura.

Porque não então centrar os nossos esforços em melhorar a qualidade de vida de países sub-desenvolvidos que, na verdade, são os principais culpados de 90% do lixo plástico que encontramos nos nossos oceanos? São os continentes da Ásia e África que mais contribuem para a infestação dos oceanos mas de alguma forma a culpa é atribuída aos países desenvolvidos e é pedido a estes que alterem os seus comportamentos.